Ação Social
Quaisquer evento, atitude, ação, visitação relacionados à comunidade.

Foto registrada pela Catequese

Plantando a semente nas comunidades

Com o objetivo de plantar a semente da fé em Cristo Jesus, aconteceu no Sábado dia 04/11 a Jornada Apostólica na comunidade de Nossa Senhora de Fátima, em San Martin e Vietnã.

Os Legionários fizeram uma demonstração da importância de estarmos visitando as famílias de nossas comunidades, levando a elas as nossa orações com mensagens do Bom Pastor.

E como foi a Jornada em San Martin?

Pela manhã os legionários da nossa Paróquia junto com outros das paróquias vizinhas, fizeram parte da evangelização porta a porta.

Saíram às ruas do bairro de San Martin, visitando as casas dos moradores locais, enquanto que outro grupo ficou no Centro Paroquial em adoração ao Santíssimo Sacramento.

A Jornada Apostólica encerrou-se com a missa na Capela de Nossa Senhora da Conceição (comunidade do Vietnã).

Confira nossas fotos:

Matéria publicada por PASCOM San Martin.

0 34

Praticando a arte de fuxicar

O fuxico é uma técnica artesanal que remonta há pelo menos 150 anos, que aproveita restos de tecido. O nome FUXICO surgiu por causa das mulheres do interior do Nordeste do Brasil, que se reuniam para costurar e aproveitavam para fazer intrigas e mexericos.

O fuxico consiste em umas trouxinhas de panos, feitas costurando círculos recortados de sobras de tecidos. Costuradas umas as outras essas trouxinhas formam colchas, toalhas de mesa, caminhos de mesa, capas de sofá, almofadas, peças de vestuário, bolsas, bijuterias, entre outros.

Elas também podem ser utilizadas para decorar panos de copa, caixinhas de madeira, tiaras , camisetas e muito mais.
Fonte: Wikipedia

A Paróquia de Fátima promove curso gratuito de fuxico

E no dia 19/10/2017 tivemos a primeira aula do curso gratuito de fuxico. Os participantes estavam presentes no salão principal do Centro Paroquial de Nossa Matriz. Eles, na sua maioria mulheres, aprenderam a arte do fuxico. Trouxeram seu próprio material e, seguindo os passos e orientações da professora, realizaram suas primeiras obras de artesanatos.

A sala estava cheia de paroquianos concentrados em aprender as técnicas dessa arte. O curso continuará sempre às Quintas-feiras. Fique atento para a abertura de novas turmas.

Confira nossa Galeria de fotos:

Veja alguns depoimentos da professora e também das alunas:

Matéria publicada feita por: Ana Paula – PASCOM San Martin

0 307
Entrega das doações na Paróquia

Entrega das doações -realizada em Ribeirão

Uma equipe da Paróquia de Nossa Senhora de Fátima, juntamente com o Pároco Pe. Laércio Lima, sdb, esteve em Ribeirão. Eles foram recebidos pelo Padre Leandro (pároco de lá).

Emocionado, nosso amigo Padre Láercio deu o seguinte depoimento de agradecimento:

Paz e bem.
Estamos em Ribeirão, juntamente ao P. Leandro (pároco).
Nossa gratidão a todos os paroquianos da Paróquia Nossa Senhora de Fátima (San Martin) e das paróquias vizinhas que generosamente contribuíram com os alimentos, roupas, colchões, água mineral e outros materiais.
Levamos o caminhão completamente cheio.

Deus abençoe a todos.
P. Laércio Lima, sdb

A todos o nosso muito obrigado!

0 257
Foto Natália Karoline Santiago / CENSA

A felicidade em ajudar ao próximo

As educadoras e crianças do Centro Educacional Nossa Senhora Auxiliadora (CENSA) – localizado no Bairro do Bongi, Recife-PE, foram às ruas da comunidade, para arrecadarem alimentos para os desabrigados das frotes chuvas que atingiram vários municípios da Mata Sul e do Interior do Estado de Pernambuco.

Foram cerca de 45 crianças arrecadando 50 kg de alimentos além de roupas. As educadoras disseram que darão continuidade nas outras ruas do bairro, pois as chuvas continua forte e outras famílias necessitam também dessa arrecadação.

No final, quando elas viram a quantidade arrecadada, ficaram muito felizes em ver que ajudaram ao próximo e fizeram a sua parte 🙏🙏

Veja as crianças em ação na arrecadação dos alimentos

Faça igual a elas, ajude nessa campanha de solidariedade. Envie suas doações até a nossa Igreja Matriz de Fátima em San Martin, Rua Monsenhor Callou s/n, San Martin.
Paz e bem!

0 285

Chuvas chegam em Pernambuco e deixa vários desabrigados

O governador Paulo Câmara falou na tarde deste domingo (28) sobre as ações do governo para as regiões do interior do Estado, especialmente a Zona da Mata Sul, mais atingida pelas chuvas deste fim de semana. Uma das principais medidas é o pedido de apoio ao Governo Federal, com a chegada do presidente Michel Temer, que saiu de Alagoas, também atingido pelas chuvas. Em Pernambuco, a reunião aconteceu no Palácio do Campo das Princesas (confira nos vídeos mais abaixo). Está previsto que a Defesa Civil Nacional chegue nesta segunda-feira em Pernambuco. Até o momento que a matéria foi publicada, 14 cidades decretaram em estado de calamidade e cerca de 50 mil pessoas estavam desabrigadas.

Fonte: Sistema Jornal do Commercio de Comunicação.

Municípios afetados pelas chuvas

Amaraji
Água Preta
Barra de Guabiraba
Barreiros
Belém de Maria
Catende
Cortês
Gameleira
Jaqueira
Maraial
Palmares
Ribeirão
Rio Formoso
São Benedito do Sul

Gesto Concreto: Doações de Roupas e Alimentos

Preocupado com a situação dos moradores desses municípios pernambucanos, nosso pároco Pe. Láercio Lima, sdb, gravou um vídeo convocando a todos os irmãos e irmãs para, juntos, em um gesto concreto cristão, conseguir doações de alimentos e roupas para serem entregues a população desabrigada.

Confira o vídeo abaixo:

Como posso ajudar nas doações de Roupas e Alimentos?

Conforme tem no vídeo acima, estamos recebendo desde já as doações na nossa Igreja Matriz de Nossa Senhora de Fátima em San Martin, Recife-PE (Localizada na Rua Monsenhor Callou, s/n). Nossa meta é arrecadar muito até a festa de encerramento do mês Mariano (Dia 31/05).

Tire suas dúvidas também pelo FACEBOOK https://www.facebook.com/fatimarecifepe

Compartilhe esse gesto concreto e faça sua parte.

“Fraternidade: biomas brasileiros e a defesa da vida” é o tema desta edição

Com o tema “Fraternidade: biomas brasileiros e a defesa da vida”, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) abre oficialmente, na Quarta-feira de Cinzas, dia primeiro de março, a Campanha da Fraternidade 2017 (CF 2017). O lançamento será na sede da entidade, em Brasília (DF), e será transmitido ao vivo pelas emissoras de TV de inspiração católica, a partir das 10h45.

A campanha, que tem como lema “Cultivar e guardar a criação” (Gn 2.15), alerta para o cuidado da Casa Comum, de modo especial dos biomas brasileiros. Segundo o bispo auxiliar de Brasília (DF) e secretário geral da CNBB, dom Leonardo Ulrich Steiner, a proposta é dar ênfase à diversidade de cada bioma e criar relações respeitosas com a vida e a cultura dos povos que neles habitam, especialmente à luz do Evangelho. Para ele, a depredação dos biomas é a manifestação da crise ecológica que pede uma profunda conversão interior. “Ao meditarmos e rezarmos os biomas e as pessoas que neles vivem, sejamos conduzidos à vida nova”, afirma.

Ainda de acordo com o bispo, a CF deseja, antes de tudo, levar à admiração, para que todo o cristão seja um cultivador e guardador da obra criada. “Tocados pela magnanimidade e bondade dos biomas, seremos conduzidos à conversão, isto é, cultivar e a guardar”, salienta.

A cerimônia de lançamento contará com as presenças do arcebispo de Brasília e presidente da CNBB, cardeal Sergio da Rocha, do secretário geral da Conferência, dom Leonardo Steiner, e do secretário de articulação institucional e cidadania do Ministério do Meio Ambiente, Edson Duarte.

No Brasil, a Campanha já existe há mais de 50 anos e sua abertura oficial sempre acontece na Quarta-feira de Cinzas, quando tem início a Quaresma, época na qual a Igreja convida os fiéis a experimentarem três práticas penitenciais: a oração, o jejum e a esmola.

Em Recife: lançamento será no Jardim Botânico

Dom Fernando Saburido, Arcebispo de Olinda e Recife escolheu um santuário remanescente da Mata Atlântica brasileira: o Jardim Botânico do Recife, no bairro do Curado.

A programação terá início às 14h, com uma visita guiada pelo Jardim Botânico. Uma breve explanação sobre a Campanha da Fraternidade 2017 será feira às 14h45 e uma Celebração Eucarística (Missa de Cinzas) acontecerá às 15h, na quadra da Fundação CDL, ao lado do Jardim Botânico. Como gesto concreto, o arcebispo Dom Fernando Saburido fará o plantio de uma muda de Pau-Brasil, planta-símbolo da Mata Atlântica e espécie ameaçada de extinção. A Quarta-feira de Cinzas tem um significado especial para os católicos, pois é o período inicial da quaresma, tempo de 40 dias de preparação para Páscoa que segue até o domingo de Ramos. Durante este tempo, a Igreja Católica convida os fiéis a intensificarem as orações, as penitências, o jejum, a meditação da palavra de Deus, a prática da caridade, buscando a conversão, que é a vivência do Evangelho.

Eventos recentes, como o desastre ambiental em Mariana (MG), que em 2015 despejou toneladas de resíduos de minério de ferro nas águas do Rio Doce e na costa capixaba do oceano Atlântico, afetando o frágil equilíbrio entre o homem, a fauna e a flora locais, são exemplos das consequências da interferência humana nos biomas brasileiros. Os crescentes surtos de Dengue, Zika, Chikungunya e Febre Amarela que vêm atingindo as populações urbanas brasileiras são reflexos da urgência de mudanças de comportamento e políticas públicas, exigindo a união de todos para defender e preservar a natureza. Atenta a esta realidade brasileira que clama por transformação, a CNBB propôs como tema para a Campanha da Fraternidade deste 2017 “Fraternidade: biomas brasileiros e defesa da vida” e o lema “Cultivar e guardar a criação” (Gn 2.15). A Campanha da Fraternidade abrange os biomas brasileiros do Pantanal, Caatinga, Cerrado, Mata Atlântica, Amazônia e Pampas, bem como as comunidades humanas inseridas e codependentes da preservação da natureza, como comunidades caiçaras, quilombolas, indígenas, dentre outras.

O texto-base da Campanha da Fraternidade 2017 é um livro editado pela CNBB, que serve de orientação ao Clero e pastorais em geral, dividido em quatro capítulos, a partir do método ver, julgar e agir, faz uma abordagem dos biomas existentes, suas características e contribuições eclesiais. Também traz reflexões do tema sob a perspectiva de São João Paulo II, Bento XVI e o papa Francisco. Ao final, são apresentados os objetivos permanentes da Campanha, os temas anteriores e os gestos concretos previstos durante a Campanha 2017. A partir do texto-base, todas as comunidades, paróquias e dioceses do Brasil realizam ao longo do Ano Litúrgico formações e ações enfocando o tema da CF 2017.

Material

Para ajudar nas reflexões sobre a temática, são propostos subsídios, sendo o texto-base o principal. Dividido em quatro capítulos, a partir do método ver, julgar e agir, o documento faz uma abordagem dos biomas, suas características e contribuições eclesiais na defesa da vida e cultura dos povos originários de cada bioma brasileiro. Também são apresentadas considerações ecológicas sob a perspectiva de São João Paulo II, Bento XVI e o papa Francisco. Ao final, são apresentados os objetivos permanentes da Campanha, os temas anteriores e os gestos concretos previstos para esta edição, sendo o principal a Coleta Nacional de Solidariedade.

Os subsídios da CF 2017 estão disponíveis no site da editora Edições CNBB. É possível fazer o download do arquivo com todas partituras das músicas da CF 2017 e da Quaresma, entre elas o Hino Campanha, de autoria do padre José Antônio de Oliveira e Wanderson Freitas.

Fonte: Site Oficial da CNBB e site da Arquidiocese de Olinda e Recife.

0 287

“Pouco antes de o ano terminar, todos começamos a pensar em como foi o ano que está prestes a acabar. Começamos a pensar nas coisas que fizemos, nas coisas que vivemos, nos sentimentos que desenvolvemos, nas relações que experimentamos e em tudo que deu certo e que não deu certo no ano que se passou.

Esse é um movimento pessoal, subjetivo, mas que conta com uma grande ajuda da nossa cultura – afinal, em todo final de ano, todos paramos para fazer balanços gerais de nossas vidas. E quando o réveillon, chega, vivemos uma espécie de catarse a partir da qual nos propomos a resgatar os nossos sonhos, construir os nossos projetos, executar os nossos planos e a realizar tudo o que sempre desejamos.”

O trecho acima foi retirado do site Janeiro Branco (link logo abaixo) e reflete uma realidade que aflige muito de nós. Sabemos que a nossa fé nos salva, contudo, a nossa mente pode, em momentos de muito estresse, pressão e falta de incentivo, falhar e nos deixar sem rumo, talvez desesperados.

Por isso, nossa paróquia vai trazer um profissional da área de psicologia para conversar conosco. Além de fortalecermos a nossa fé, vamos, em conjunto, cuidar de nossa saúde física e, principalmente, mental.

 

“Uma alma triste pode lhe matar mais depressa que um vírus.”

Teremos um diálogo sobre o que é saúde mental, emocional e suas implicações na
qualidade de vida, bem como, explicaremos a diferença do psicólogo e psiquiatra, apresentando os benefícios de uma psicoterapia.
Data: 26/01/2017 (Quinta-feira)
Horário: às 20 horas
Onde: Salão Paroquial de Fátima

Facilitadora: Cláudia Assis
Psicóloga formada pela Faculdade Frassinetti do Recife – FAFIRE, no ano de 2012. Desde a graduação, busca aperfeiçoamento profissional sobre assuntos específico da área de psicologia e de interesse pessoal e profissional. Tem formação com Abordagem Centrada na Pessoa – ACP, no Espaço Multiprofissional, no ano de 2013 e pós-graduação no curso de Intervenção em Psicologia Social e Comunitária pela FAFIRE, no ano de 2015.

Psicóloga clínica com inscrição no Conselho Regional de Psicologia nº 02/17283
Mais informações sobre seu trabalho, podem ser encontrados em:
www.claudiaassis.psc.br
www.facebook.com.br/consultoriodepsicologiaclaudiaassis

Campanha Janeiro Branco

Estudos apresentados pela OMS (Organização Mundial de Saúde) e Ministério da Saúde indicam que o Brasil tem experimentado um crescimento vertiginoso das problemáticas relativas à Saúde Mental/Saúde emocional dos indivíduos e da sociedade como um todo. São altos os índices de violência (em domicílios, no trânsito ou em escolas), criminalidade, suicídios, alcoolismo, drogadição, depressão, preconceitos, entre outros, que colocam em risco o equilíbrio mental, comportamental, espiritual e emocional dos indivíduos da nossa sociedade.

Porém, de acordo com psicólogo Leonardo Abrahão, idealizador da iniciativa do Janeiro Branco, apesar da necessidade evidente de colocar o assunto em pauta, muito pouco ainda se discute a respeito. “Através da Campanha Janeiro Branco pretendemos difundir um conceito ampliado de Saúde Mental/Saúde Emocional, como um estado de equilíbrio sem o qual não é possível viver satisfatoriamente em sociedade. Escolhemos o mês de janeiro para mobilização, pelo fato de que, em geral, no início do ano as pessoas estão predispostas a pensar sobre as suas vidas em diversos aspectos, e a cor branca porque queremos incentivá-los a desenhar novas possibilidades”, pontua Abrahão.

Psicólogos em Minas Gerais, iniciaram a campanha Janeiro Branco em 2013, com o intuito de tornar Janeiro o mês oficial para se pensar e promover ações em prol da Saúde Mental. Este ano é a 4ª edição da Campanha e psicólogos de todo o país estão engajados na sua divulgação. No dia 26 de Setembro de 2016 foi sancionada a lei nº 15.303 que institui o mês Janeiro Branco na Cidade Campinas-SP e no dia 28 de dezembro de 2016 foi sancionada a lei 12.602 que institui o mês Janeiro Branco na cidade de Uberlândia – MG, dedicado à realização de ações educativas para a difusão da Saúde Mental.

Essa Campanha visa também desmistificar a ideia de que Psicólogo só lida com “loucos”; esclarecendo que Saúde mental vai além da ausência de transtornos.

Assim como há o Setembro Amarelo (prevenção contra suicídio), Outubro Rosa (saúde da mulher) e Novembro Azul (saúde do homem), queremos oficializar Janeiro como ‘Janeiro Branco’. Texto extraído da Campanha Janeiro Branco e do informativo de psicólogos de São Paulo.

Mais detalhes sobre programação, projeto e novidades, podem ser encontradas em:

www.janeirobranco.com.br
www.facebook.com.br/campanhajaneirobranco
www.facebook.com.br/janeirobrancope

Tudo pelas nossas crianças

Foi com grande alegria e satisfação que a catequese realizou o 1º Pedágio de muitos.

Apesar das dificuldades normais que se encontram quando se realiza uma ação dessas, foi muito gratificante e motivante ver o quanto as pessoas são solidárias.

As crianças da catequese da Paroquia terão um dia das crianças abençoando com muito amor, carinho e partição de todos que diretamente e indiretamente  ajudam na obra.

Deus continue abençoando a todos!

Em breve faremos um novo. Fique ligado para, quando parar no sinal, nos avistar e ajudar.

Texto por Rosi Lindão – catequista e fotos cedidas pela Equipe de Catequistas.

 

0 461

Meus queridos irmãos e irmãs!
Paz e bem!

Hoje (16/12/2015) estamos em reunião do Clero com Dom Fernando.
Nesse primeiro momento estamos com um médico e representante do serviço público de saúde do Recife, informando sobre a necessidade de nos envolvermos no combate ao MOSQUITO AEDES AEGYPTI, propagador de outros vírus, além da dengue.

Vamos assumir essa luta, sobretudo preservando o bem estar de nossas Crianças e dos idosos.
Deus abençoe a todos… Mais uma luta, que com o envolvimento de todos iremos amenizar essa realidade, nesse momento única medida a se tomar.
Participe dessa luta, propague essa luta.
(P. Laércio Lima, sdb)

Assista ao vídeo abaixo do MINSITÉRIO DA SAÚDE para saber como combater e se proteger do mosquito:

0 447

Horário da campanha: de 08h às 12h / 13h às 16:30.

Local: Igreja Dom Bosco

Arte Cartaz Campanha Doação de Sangue
Salve esta imagem e compartilhe nas redes sociais!

Nosso pároco Pe.Laércio vem divulgando a ação do HEMOPE para Doação de Sangue aqui na Paróquia. Atendendo ao apelo do nosso Arcebispo Dom Fernando Saburido, organizada pelo Sementes de Bem e a nossa Paróquia. O estoque de sangue do HEMOPE está muito baixo, esta ação será um reforço para aumentarmos o estoque.

Para ser um doador, além de ter uma atitude altruísta, é preciso que você cumpra alguns requisitos.

1. Identificação
É obrigatória em todas as doações a apresentação de um documento oficial do Brasil, com foto.

2. Idade
O doador deve ter, no mínimo, 16 anos completos e no máximo 69 anos. Para os doadores menores de 18 anos é necessário a presença e o acompanhamento de um dos pais ou responsável legal, durante o processo de doação. Caso o doador opte por realizar a sua primeira doação após os 60 anos, será necessária uma avaliação e aprovação prévia do seu médico acompanhante.

3. Peso
O doador deve pesar no mínimo 50 kg.

4. Pulso
Características normais, com frequência entre 60 e 100 bpm.

5. Menstruação
Não contra-indica a doação. As mulheres que apresentarem sangramentos menstruais anormais serão avaliadas pelos triagistas e só serão liberadas se tiverem condições para tal.

6. Alimentação
O doador não deve doar em jejum, nem após uma alimentação copiosa (gordurosa). Deve fazer uma refeição leve antes da doação. Não pode doar quem estiver em jejum prolongado (mais de 12 horas).

7. Saúde
É importante que o doador esteja se sentindo bem e que não esteja doente.

8. Atividades
O candidato que for piloto de avião ou helicóptero, motorista de carretas ou ônibus, trabalhar em andaimes ou praticar paraquedismo ou mergulho e não puder interromper, por pelo menos 12 horas, as suas atividades, não pode doar sangue.

Qualquer critério para a doação pode ser alterado pelo triagista, a quem cabe, de acordo com a análise do candidato à doação, a autorização final.

 

Fonte: Hemope

Participe e Compartilhe com todos os amigos, vizinhos, famíliares e quem for mais próximo para ajudar a quem precisa.